Blog

Arquitetura do Abraço / Abraçando sua Casa  / Tipos de lâmpadas mais comuns para usar em sua casa

Tipos de lâmpadas mais comuns para usar em sua casa

Já entendemos um pouco sobre as características das lâmpadasVamos mostrar os tipos de lâmpadas mais comuns!

As lâmpadas mais comuns encontradas no mercado são:

INCANDESCENTES
As lâmpadas incandescentes são muito populares do mercado, elas produzem uma ótima qualidade de luz e possuem baixo custo.

Porém, desde julho de 2015 as lâmpadas incandescentes de 60/100/150/200W não são mais fabricadas sendo substituídas pelas lâmpadas fluorescentes ou de LED.

Google

Sua maior desvantagem é possuir baixíssima eficiência, apenas 5% da energia elétrica consumida é transformada em luz, os outros 95% são transformados em calor.
Vida últil: Entre 750 a 1.000 horas.
Índice de Reprodução de cor – IRC: 100%.
Temperatura de cor – TC : 2.700 Kelvin(K).
Tensão de rede: 110 ou 220V.

Google

São muito utilizadas para iluminação geral e residencial em vários tipos de luminárias: plafons, arandelas, abajures, luminárias de piso.

Os tipos mais comuns são:
Incandescente transparente que apresenta ótima qualidade de luz.
Incandescente branca leitosa que proporciona maior conforto visual por seu acabamento fosco.
Incandescentes espelhadas que direcionam a luz e são ideais para uso em spots.
São lâmpadas que podem ser dimerizadas.

HALÓGENAS

 

Google

As lâmpadas halógenas também são consideradas lâmpadas incandescentes, porém possuem o gás halogêneo (geralmente bromo ou iodo) em sua constituição.

Algumas são ligadas diretamente na tensão de rede 110/220V, possuem baixa eficiência, ainda sim superior à incandescente comum.
Outras são ligadas em baixa tensão – 12V, nesse caso é obrigatório o uso de transformador são consideradas de alta eficiência.

Google

Exemplos: Halógena Palito ou Lapiseira, Halógena HaloPAR (20,30, 38…), Halógena Halopin, Halógena Bipino, Dicróica e Mini Dicróica, Halógena AR (48, 70, 111).
Uso: São usadas para destacar a objetos ou a uma área especial, pois apresentam alto controle do facho de luz.
Características: Luz amarelada, ótima reprodução de cores, emitem calor, possuem durabilidade maior que as demais incandescentes.

 

FLUORESCENTES TUBULARES
As lâmpadas fluorescentes são compostas por um vidro coberto por um material à base de fósforo, e dentro dela há gases inertes a baixa pressão que se ionizam quando é aplicada uma corrente elétrica, gerando luz.

Google

Alta Eficiência: alta eficiência – 2 a 4 vezes mais eficientes que as incandescentes.
Índice de Reprodução de cor – IRC: 85%.
Vida útil: de 7.500 a 45.000 horas.
Tensão de rede: 127/220V.
Temperatura de Cor: de 2.700K (amarelo) a 6.000K (branco azul violáceo).

Google

O mercúrio e o chumbo, presentes em sua composição, são metais perigosos para a nossa saúde e para o meio ambiente. Atualmente a indústria tem investido em modelos com partes totalmente recicláveis e teor de mercúrio bastante reduzido.

São usadas tanto em diferentes. Podemos usá-las em spots, luminárias de sobrepor ou de embutir, plafons, arandelas, abajures, lustres.

 

FLUORESCENTES ELETRÔNICAS COMPACTAS

Google

Possuem as mesmas características gerais das lâmpadas fluorescentes tubulares.
As fluorescentes eletrônicas compactas possuem reator acoplado e substituíram as incandescentes comuns na grande maioria dos ambientes, pois são ideais para quem quer economia em casa.

Já as lâmpadas fluorescentes compactas não integradas são excelentes para estabelecimentos comerciais por serem extremamente econômicas.
Algumas podem ser dimerizadas com reatores específicos.

Google

LED – Lighting Emitted Diodes

Os LEDs são componentes eletrônicos que geram luz com baixo consumo de energia.
Existem dois tipos de LEDs:
Baixa Potência: botões de liga/desliga, luzes de natal. Eles não são indicados para iluminação geral.
Alta Potência: são indicados para a iluminação geral de ambientes ou para dar destaque a áreas ou objetos.

Google

São lâmpadas de baixíssimo consumo e estão cada vez mais eficientes.
Potência: 5 a 18W.
Vida útil: até 100.000 horas.
Uso: iluminação de destaque, residencial, comercial e público. Sinalizadores de trânsito, fachadas de prédios, balizadores, iluminação de casas noturnas.

É de fácil descarte e reciclagem e não contêm chumbo ou mercúrio. (*)
Não deve ser utilizada em áreas externas ou em luminárias fechadas, pois sua durabilidade poderá ser comprometida.
É possível encontrar LEDs com cores diversas.

(*) Estudos recentes indicam o uso de alguns metais pesados em sua fabricação.

Para o uso apropriado de cada uma dessas lâmpadas o ideal é contar com ajuda profissional.

Vocês já sabem que a Arquitetura do Abraço está a disposição!

 

No Comments
Post a Comment