Blog

Arquitetura do Abraço / Casa com Alma  / Deixe sua casa mais colorida e cheia de vida!

Deixe sua casa mais colorida e cheia de vida!

Esse post é para quem morre de vontade de colorir a casa mas ao mesmo tempo morre de medo de acabar fazendo besteira. Confira nossas dicas e acerte nas cores!

 

Oi! Se você é o tipo de pessoa que morre de vontade de colorir a casa, mas ao mesmo tempo morre de medo de acabar fazendo besteira, esse post é para você! Vamos lhe ensinar por onde começar e o que colorir. Confira as nossas dicas!

É bastante comum ver por aí as pessoas dizendo que adora cores, se sente muito bem  em ambientes coloridos e no final das contas, sua casa é monocromática. Eu, por exemplo, já me deparei com os seguintes comentários:

 

  • “Minha casa precisa de cor, mas não sei o que fazer.”
  • “Tenho medo de exagerar.”
  • “Tenho medo de ficar brega.”

 

E você, o que anda pensando? Por que ainda não deu um pouco de cor ao seu lar?

É verdade que cada um tem sua dose de colorido. Para algumas pessoas, uma flor colorida em meio ao neutro já é suficiente. Para outros, um móvel pink em frente a uma parede verde o deixa feliz da vida. Vou te contar que sou um meio termo. Gosto de uma base neutra e pontuar cores em objetos menores e detalhes. Costumo cansar fácil e querer trocar a decoração. Porém, amo cores! Adoro a casa cheia de flores e almofadas coloridas.

Vamos tentar descobrir o que te agrada mais?

 

Opção 1:                                                 Opção 2:

  •         As cores aqui quase não aparecem, apenas alguns poucos detalhes quebram o branco.

Opção 3:                                              Opção 4:

   

  •         Base neutra e cores em peças coloridas, em uma as telas, na outra, tapete e poltrona.

Opção 5:                                                   Opção 6:

   

  •  Estas são opções para quem ama cor e não cansa facilmente, pois temos cores em tudo! Branco só o teto, rs. As cores podem ser em tons fortes como na opção 5 ou em tons mais claros, como na opção 6.  Os dois são super coloridos, mas geram sensações diferentes: um mais agitado e outro mais tranquilo.

Viu como temos muitas formas de colorir nossa casa?

As cores tem o poder de nos transmitir sensações. Cada uma delas toca os nossos sentidos de maneiras diferentes. Não só a cor, mas a tonalidade da cor. Por isso, é preciso saber qual sensação você quer ter ao entrar no espaço para poder usá-las com mais propriedade. É preciso saber dosar de acordo com a sua tolerância, para a partir daí começar o processo.

Quando temos dúvidas de que cor combina com cada ambiente e objeto, podemos tomar como ponto de partida, um colorido de uma tela, de um tapete, de uma almofada ou algo que nos identificamos e procurar reproduzir as cores no ambiente. Deixando as cores mais neutras para as peças maiores e as cores mais ousadas para peças menores e peças de destaque. Já postei alguns estudos assim lá em nosso instagram, mas vou te dar mais um exemplo por aqui:

Nosso ponto de partida será esta poltrona do site Lanaladeira.   Fonte: Lanaladeira

    

Fontes: Google

O marrom é uma cor neutra, então podemos usá-la no sofá. Um azul clarinho no tapete e uma mesa lateral já que é uma peça menor podemos ousar com rosa pink. Na parede de fundo, podemos usar um tom de pistache, mais claro ou mais escuro dependendo do resultado que queira atingir: mais discreto ou mais arrojado. Se quisermos ser um pouco mais atrevidos, podemos fazer a seguinte combinação:

 Fonte: Lanaladeira

       

Fontes: Google

Aqui, mantemos uma parede e o tapete de tons neutros e usamos cores em todas as outras peças, sempre tirando partido da composição de cores da nossa peça escolhida, a poltrona.

E aí, já consegue colorir sua casa sem medo de ser feliz?

Se ainda precisa de uma ajudinha, vai ser um prazer fazer esses experimentos com você! Para esclarecer essas e outras dúvidas, conte com a Arquitetura do Abraço! Conheça mais sobre nossa consultoria clicando aqui.

No Comments
Post a Comment